Carrinho
Lua de Marfim | Palavras Mal Ditas
15525
product-template-default,single,single-product,postid-15525,woocommerce,woocommerce-page,ajax_fade,page_not_loaded,,side_menu_slide_with_content,width_470,columns-4,qode-theme-ver-9.1.3,wpb-js-composer js-comp-ver-4.8.1,vc_responsive
 

Loja

Palavras Mal Ditas

12.00

Pedro Barroso

50 em stock

REF: 978-989-8524-56-0 Categorias: ,
Descrição

Título: Palavras mal ditas

Autor: Pedro Barroso

Coleção: Luar de Poesia

Género: Poesia + CD

Ano: Março 2013

ISBN: 978-989-8524-56-0

Formato: 14,5 x 20,5 cm

Páginas: 64

P.V.P.: 12,00 €

Excerto:

O muro das palavras vive dentro do papel. Da voz. Da ideia que levanta o pensamento. Devia saber por onde; e quantas vezes não sei.

A poesia sempre foi em mim a procura permanente do sonho que me evada e me descubra. A minha e a dos outros.

Há muito que dizer poesia me fascina. Se não é, afinal, o que tenho feito toda esta vida de cantor e músico. Acho que sim.

A música das palavras antecede-lhes o significado. Depois reforça-o. E por fim, sobra-nos dele, também.

Apenas há que descobrir o ponto encoberto da emoção. E a cada língua e dialecto me imagino pensando a nova sonoridade, a nova residência do vocábulo, com o fascínio da procura eterna e da multiculturalidade. E da melhor forma de fazer circular e invadir cada pessoa.

Ouvia em criança o Villaret, o Lereno, a Cármen Dolores, como ícones; depois o Ruy Matos, o Varela Silva, o Victor de Sousa. Tive no entanto a maior referencia, que me perdoem todos, no Mário Viegas, de quem fui colega no Teatro e na vida.

Dizer a poesia do próprio e dos outros sempre me transportou. E no caso, a minha poesia. Por isso ousei a novidade deste projecto.

Veiculo de mim que assim, de modo tão inesperado, aqui vos deixo.

As canções não morreram. Depressa voltarão. Talvez até algumas aqui morem.

Mas a eternidade deste espaço secreto, essa só a quero partilhar com os íntimos mais íntimos de mim. Todos os que ainda sentem e sabem ouvir as coisas, do lado de dentro da alma.

Todos os que ainda gostem de afundar-se neste susto apaixonante de viver. Esses estarão comigo e vão perdoar-me a ousadia.

Pedro Barroso

Avaliações (0)

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Palavras Mal Ditas”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *